Criado em 02 Outubro 2014

Campanha internacional visa mostrar a importância da detecção precoce para o sucesso no tratamento da doença

Neste mês ocorre a campanha Outubro Rosa, iniciativa mundial de combate ao câncer de mama. O movimento teve início nos Estados Unidos, na década de 90, onde através de ações isoladas buscava-se conscientizar as pessoas sobre a doença. Com a evolução dos números de casos do câncer de mama, os estados americanos resolveram somar esforços para que a campanha pudesse atingir o maior número de pessoas possível, dando origem assim ao movimento internacional. 

A campanha Outubro Rosa visa a conscientização das mulheres sobre a importância da realização do autoexame. Durante todo o mês de outubro, são realizadas ações que estimulam a mobilização em torno da luta contra o câncer de mama. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença atinge mais de um milhão de casos todo ano, sendo considerado o segundo tipo de câncer mais comum em todo o mundo entre as mulheres. 

No Brasil, os números também são alarmantes. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), só em 2013 foram diagnosticados aproximadamente 53 mil novos casos da doença, índice que preocupa e reafirma a relevância da campanha Outubro Rosa. 
O Inca recomenda que as mulheres façam a mamografia a partir dos 40 anos - nessa faixa etária o exame é disponibilizado gratuitamente pelo Sistema Unico de Saúde (SUS). 

A gerente e responsável pela divulgação da campanha na cidade de Arapongas, Gisela Polizeli Furtado do Centro Integrado de Saúde da Mulher (CISAM), diz que houve um aumento bastante significativo na procura pelo exame e por informações sobre o assunto. "Todos os anos muitas empresas procuram o CISAM em busca de palestras e orientações sobre a mamografia, isso mostra que a conscientização vem surtindo efeito", ressalta. 

Karine Cavalcanti
Karine Cavalcanti - Centro Integrado de Saúde da Mulher (CISAM)
Centro Integrado de Saúde da Mulher (CISAM)


Para estudante de Recursos Humanos Mariana Soares, a campanha despertou a atenção de pessoas que não vivem a realidade do câncer de mama para a importância da mamografia preventiva. "Acho que a campanha é uma iniciativa muito boa, porque muita gente por nunca ter conhecido alguém que já teve câncer, desconhece o problema, e a campanha mostra que isso pode acontecer com qualquer pessoa". 

A enfermeira Raquel de Oliveira Leme trabalha há quatro anos no CISAM e afirma que a mamografia preventiva é essencial para o êxito do tratamento, principalmente por essa ser uma doença em que o diagnóstico precoce pode ser um sinônimo de cura. "É vital a realização do exame preventivo, é importante dizer que o câncer de mama tem cura, com o diagnostico precoce nós conseguimos descobrir a doença logo no primeiro estágio, e iniciar o tratamento imediatamente, o que aumenta as chances." 

A dona de casa Irene dos Santos já realizou o exame e ressalta a importância de estar em dia com a saúde. "A mamografia é um exame muito rápido, não senti nenhum tipo de desconforto e acho muito importante o cuidado com a nossa saúde", finaliza. O símbolo da campanha é o laço na cor rosa, que em outubro está presente em todos os lugares, empresas, entidades e espaços públicos, um esforço coletivo a uma causa muito importante.

Karine Cavalcanti - Irene dos Santos fala da importância de estar em dia com a saúde

Bonde