Criado em 28 Novembro 2018

Assim como ocorreu no inicio da da semana, a previsão do tempo se mantém nesta quarta-feira (28). O dia será estável e abafado na região. Com o predomínio de uma massa de ar quente, as altas temperaturas prevalecem. A mínima registrada foi de 17°C e a máxima pode alcançar os 30°C. 

De acordo com a meteorologista do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), Angela Costa, a partir desta quarta a atmosfera começa a ficar instável. Novas áreas de instabilidade vindas do Paraguai avançam em direção ao Oeste do Paraná. Porém, essas condições de chuva só devem chegar nesta quinta (29) na região.

Bonde

 
Criado em 28 Novembro 2018

Funcionários são suspeitos de integrar uma organização para desviar valores do município para suas próprias contas bancárias. Prefeitura foi alvo de mandado de busca e apreensão.

Quatro servidores foram presos temporariamente em uma operação do Ministério Público do Paraná (MP-PR) suspeitos de desviar R$ 900 mil da Prefeitura de Bandeirantes, no norte do Paraná, nesta terça-feira (27).

A ação é resultado de uma investigação do Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa (Gepatria) que começou em março deste ano. As investigações começaram após uma denúncia anônima.

Além dos mandados de prisão, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nas residências destes funcionários e na prefeitura.

De acordo com o Gepatria, esses servidores são suspeitos de integrar uma organização criminosa para desviar valores do município para suas próprias contas bancárias. Eles tinham acesso aos sistemas e fraudavam as prestações de contas, ainda conforme as investigações.

Entre janeiro de 2017 e abril de 2018, foram feitos desvios não justificados de quase R$ 900 mil, segundo o Gepatria. A investigação apura crimes de associação criminosa, peculato e lavagem de dinheiro.

"A fraude era feita pelo sistema e depois fraudavam a contabilidade para burlar essa falta de desvios. Com a instalação do portal da transparência houve uma dificuldade para continuar com os desvios", explicou o promotor Francisco Ilidio Hernandes.

A Justiça autorizou sequestro de bens, bloqueios de contas bancárias e quebra de sigilo bancário, fiscal e financeiro dos investigados. Com isso, o Gepatria deve descobrir o destino dos valores desviados.

"Vamos analisar toda a documentação e demais materiais apreendidos para descobrir desde quando e quanto foi desviado do município. Parte dos servidores tem patrimônio incompatível com os rendimentos que ganha", explicou o promotor.

A operação foi denominada de Operação Alecto, e teve a participação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Londrina, das Polícias Militares de Jacarezinho e Cornélio Procópio e das promotorias de Cornélio Procópio, Wenceslau Braz, Andirá e Congonhinhas.

A prefeitura ainda não vai se manifestar sobre a operação nesta terça-feira (27).
 
G1
 
 
Criado em 22 Novembro 2018

Liminar desta quinta-feira (22) também manda concessionária reduzir pedágio na praça de Jataizinho em 26,75% e retomar cronograma de obras, incluindo do Contorno Norte de Londrina.

A Justiça Federal determinou, nesta quinta-feira (22), a abertura das cancelas da praça de pedágio de Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Paraná, e a redução do valor das tarifas cobradas pela Concessionária Econorte.

A decisão liminar, que é provisória, começa a valer a partir da notificação dos envolvidos.

O documento é assinado pelo juiz da 1ª Vara Federal de Jacarezinho, Rogério Cangussu Dantas Cachichi, que também determinou que concessionária reduza o valor do pedágio na praça de Jataizinho, na mesma região do estado, em 26,75% e retome cronograma de obras da concessão, firmado entre o Governo do Estado e a Triunfo Econorte, incluindo o Contorno Norte de Londrina, no norte do estado, que deve ter as obras iniciadas em 30 dias.

A Justiça ainda determinou o bloqueio de mais de R$ 1 bilhão nas contas do Grupo Triunfo Econorte, que controla a concessionária. O valor soma os prejuízos causados pela empresa e os danos morais coletivos.

Segundo a ação proposta pelo MPF, a soma dos pagamentos feitos a empresas de fachada, das tarifas abusivas e das obras suprimidas dos contratos ultrapassa R$ 529 milhões. Somente o prejuízo gerado pelas tarifas abusivas, chega a R$ 159 milhões, conforme os cálculos dos procuradores.

Em nota, a governadora Cida Borghetti (PP) afirmou que a decisão vem ao encontro dos interesses do Estado, e que o Paraná precisa continuar a construção de um novo modelo de pedágio.

Já a Concessionária Triunfo Econorte afirmou, também em nota, que a decisão foi proferida sem que fosse dada oportunidade de prévia manifestação da Concessionária, que ainda não foi intimada da decisão ou citada na Ação Civil Pública.

"A Companhia destaca que a Praça de Pedágio de Jacarezinho continua em operação normalmente e, assim que tomar conhecimento da decisão, adotará todas as medidas legais e judiciais cabíveis", conclui a nota.

 

Operação Integração

 

A Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) em 7 de novembro decorreu do esquema criminoso identificado nas investigações da Operação Integração I, deflagrada em fevereiro deste ano.

A operação, que teve como foco irregularidades na Econorte, prendeu o ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) Nelson Leal Júnior e o ex-diretor da Econorte Hélio Ogama.

Os dois afirmaram, em delação premiada, que havia pagamento de propinas durante a elaboração de aditivos de contratos das concessões.

As investigações apuram a prática de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, sonegação fiscal, estelionato e peculato envolvendo os procedimentos de concessão de rodovias federais do Paraná que fazem parte do Anel de Integração.

A operação foi, inicialmente, deflagrada no âmbito da Operação Lava Jato. No entanto, o então juiz federal Sérgio Moro abriu mão do processoargumentando que a ação não tinha qualquer ligação com os casos de corrupção na Petrobras.

A ação penal decorrente da primeira etapa da Integraçpão foi assumida pelo juiz Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba.

 

A continuidade das investigações levou à realização da Operação Integração II, que prendeu dirigentes de outras concessionárias e da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) no Paraná.

 
Criado em 22 Outubro 2018

Neste domingo, 21, por volta das 23 hrs.,  a equipe policial foi acionada em sítio desse município onde de acordo com a solicitação uma mulher encontrava-se demasiada nervosa agredindo a todos que se encontravam no local.

 Ao chegar na propriedade a mencionada mulher passou a gritar, dizendo estar certa e ainda desacatando os policiais com diversas palavras de baixo calão.

 
Criado em 22 Outubro 2018

Não há previsão de chuva para esta segunda-feira (22) em Londrina. Segundo o Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) as temperaturas devem subir rapidamente, já que o dia começou com mínima de 15°C e a máxima pode alcançar os 30°C. 

A meteorologista do Iapar Angela Costa, explica que a rápida elevação nas temperaturas ocorre por causa de uma nova frente fria que está se deslocando pelo Rio Grande do Sul, Paraguai e Argentina. Estas condições devem trazer chuva para Londrina nesta terça-feira (23). À medida que a instabilidade se aproxima, as temperaturas se mantém altas.

A previsão é que na quarta (24) e quinta (25) o tempo será estável. Já na sexta-feira (26), as precipitações retornam à cidade e permanecem até o fim de semana.
 
Giovana Oliveira - Redação Bonde
 
Criado em 10 Outubro 2018

Uma nova frente fria se desloca do oceano e deve manter a instabilidade no Paraná. Já na divisa do Paraguai, outro sistema de alta umidade e o calor podem trazer chuva com tempestade nesta quarta-feira (10) em Londrina. A meteorologista do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) Angela Costa, afirma que, caso isto ocorra, deve ser no período da tarde. 

A sensação de tempo abafado vai continuar. Segundo Angela, este sistema ocorre com a união da alta umidade relativa do ar e temperaturas elevadas, já que o dia começou com mínima de 19°C e a máxima pode alcançar os 30°C. A chuva forte prevista nesta terça-feira (9) se desviou e não teve força para chegar em diversas regiões do Paraná. Porém, o alerta de temporais se mantém para esta quarta.

 
Criado em 10 Outubro 2018

A Polícia Civil concluiu, nesta terça-feira (9), o inquérito sobre o acidente que matou quatro pessoas da mesma família na PR-445, em Cambé, no norte do Paraná.

Ricardo Martins Moraes, de 39 anos, foi indiciado por homicídio no trânsito, com o agravante de estar dirigindo embriagado, segundo o delegado Roberto Fernandes de Lima, responsável pelo caso.

A reportagem tentou contato com a defesa de Ricardo Martins Moraes, mas não teve resposta.

A batida, que envolveu três veículos, aconteceu no dia 30 de setembro. Um caminhão carregado com óleo de soja bateu na lateral do carro dirigido por Ricardo, que fazia uma ultrapassagem proibida.

Com a colisão, o motorista do caminhão acabou entrando na outra pista e acertou o veículo onde estava a família, que seguia atrás.

Fernando Martelinho, empresário de 43 anos, Adna Simões, professora de espanhol de 41 anos, e as duas filhas do casal, de 8 e 2 anos de idade, morreram na hora.

A família de Londrina voltava de um passeio em Presidente Prudente (SP), onde tinha ido visitar parentes.

O caminhoneiro teve ferimentos leves.

Ricardo foi preso em flagrante e teve a prisão convertida para preventiva, por tempo indeterminado. Ele continuava detido nesta terça.

O Inquérito

Depoimentos e perícias fazem parte do inquérito e, de acordo com a polícia, confirmam que Ricardo Martins Moraes fazia uma ultrapassagem em local proibido.

“Três testemunhas oculares relataram que já a alguns quilômetros ele vinha dirigindo de forma incorreta, ora tentando ultrapassar pela esquerda, ora tentando ultrapassar pela direita, pelo acostamento”, detalhou Lima.

Em depoimento à polícia o motorista preso admitiu que bebeu uma cerveja antes de dirigir.

Para o delegado, ele assumiu os riscos de provocar o acidente ao dirigir de forma imprudente e em desacordo com a lei. A pena, em caso de condenação, varia de 5 a 8 anos de prisão.

O inquérito já foi encaminhado à Justiça e, depois, será complementado com laudos do Instituto de Criminalística e do Instituto Médico-Legal, que ainda não foram concluídos.

Se forem comprovadas lesões graves ou gravíssimas ao motorista do caminhão envolvido no acidente, o condutor também poderá ser indiciado pelas lesões.

G1

 
 
Criado em 08 Outubro 2018

Os londrinenses podem se preparar. A chuva que chegou na madrugada desta segunda-feira (8) vai permanecer durante toda a semana. A meteorologista do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) Angela Costa, afirma que a semana será de tempo instável, com sensação de tempo abafado e pancadas de chuva rápida. 

Já as temperaturas seguem elevadas nesta segunda. O dia começou com mínima de 19°C e a máxima pode chegar aos 28°C. A chuva começou por volta das 2h e até o inicio da manhã foi acumulado através do pluviômetro do Iapar 48.6mm (milímetros). Segundo a meteorologista, o esperado para outubro é de 150 mm e, antes da metade do mês, já houve registo de 132 mm. Caso a instabilidade continue na cidade, a expectativa é que supere a média prevista.

Bonde

 

 

 
Criado em 05 Outubro 2018

A chuva que caiu no início da tarde desta quinta-feira (4) causou alagamentos e transtornos em Londrina e região, principalmente em escolas e UBSs (Unidades Básicas de Saúde), conforme a Prefeitura de Londrina. Até por volta das 14h, a Defesa Civil havia sido informada de três árvores caídas e uma casa com destelhamento na zona sul da cidade. Nesta sexta-feira (5), o Município deve divulgar um balanço dos estragos causados devido à chuva, com dados da Secretaria Municipal do Ambiente e da Defesa Civil. 

A Secretaria Municipal de Educação identificou que 13 escolas tiveram problemas com o telhado ou forro, sete sofreram alagamento em alguns pontos, infiltrações ou vazamentos, e foram registradas três quedas de árvores ou galhos. Nas escolas e Centros Municipais de Educação Infantil que ficam nos distritos, até a noite desta quinta, não houve indício de prejuízos. 

A UBS do Conjunto Cafezal teve destelhamento em alguns pontos, e também alagamento. Por isso, foi necessário suspender os serviços. A equipe de manutenção da Secretaria Municipal de Saúde permanecerá na unidade, que ficou sem energia elétrica, para restabelecer o atendimento aos usuários nesta sexta-feira (5).

Também tiveram problemas com alagamentos ou queda de energia as UBSs do Pindorama, Chefe Newton, Mister Thomas, Milton Gavetti, Lindóia, Campos Verdes, Armindo Guazzi. Em todas elas, o atendimento funciona normalmente. A sede da SMS, localizada na Avenida Theodoro Victorelli, assim como a Diretoria de Vigilância em Saúde, que fica na Rua Attilio Octávio Bisatto, também ficaram sem energia elétrica. 

Lucio Flávio Cruz

 

Segundo o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), neste início de tarde houve intensificação da instabilidade no norte do Paraná. Com o predomínio de sol durante a manhã, ocorreu rápida elevação das temperaturas e, como ainda há muita umidade na atmosfera, formaram-se as áreas de chuva. 

Em Londrina, a temperatura alcançou os 30°C. A chuva na cidade, apesar de isolada, foi forte, com acumulado de 26,8 mm (com registro de granizo) durante 15 minutos. Os ventos superaram os 90 km/h. 

No entanto, segundo dados divulgados pelo Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), o índice pluviométrico foi de 18,8 milímetros, com granizo. Somada às fortes rajadas de ventos, as chuvas provocaram queda de árvores em diversos pontos da cidade, alguns alagamentos e, em algumas regiões, pedras de granizo. 

Energia 

A chuva forte também causou danos à rede elétrica, principalmente em decorrência da queda de galhos e árvores inteiras sobre a fiação. A cidade chegou a ter mais de 40 mil imóveis com o fornecimento de energia interrompido, principalmente nas regiões Leste e Sul. Até as 18h, nove mil domicílios permaneciam sem luz e as equipes da Copel seguiam em campo para prestar manutenção à rede e normalizar os serviços. 

Em Ibiporã o número de ocorrências também é significativo. A cidade chegou a ter 17 mil imóveis sem energia logo após a passagem do temporal. No final da tarde, eram dois mil domicílios sem luz. Em toda a região, são 110 equipes em campo para recomposição do sistema elétrico.

O telefone da Copel é o 0800 51 00 116, e o contato pode ser feito também por celular, através do aplicativo gratuito Copel Mobile. Para informar falta de luz, é possível ainda enviar um SMS gratuito. Basta digitar as letras SL e o nmero da unidade consumidora, e mandar a mensagem para o nmero 28593. 

Bonde

 
Criado em 05 Outubro 2018

Um familiar de Lucélia Pires Ferreira, 56, reconheceu o corpo da funcionária do HU (Hospital Universitário) em um rio entre Porecatu e Alvorada do Sul. Segundo o delegado chefe da 10ª SDP (Subdivisão da Polícia Civil), Osmir Ferreira Neves Junior, o carro dela com os pertences também foram encontrados. 

Ferreira estava desaparecida desde a manhã de quarta-feira (3). Foi vista pela última vez saindo do Camelódromo da região sul e seguia para o HU, onde trabalhava como secretária-executiva. A delegacia de homicídios irá investigar o caso. 

"Temos que aguardar o laudo do IML (Instituto Médico Legal) que vai apurar a causa da morte e será o fator principal desse tipo de investigação", afirmou Neves Junior.

Corpo de funcionária do HU é encontrado nesta quinta

 

Bonde

Bonde

 

Pagina 2 de 10

<< Iniciar < Ant 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próx > Fim >>