Criado em 09 Fevereiro 2019
Em Abatiá, no norte do Paraná, agentes de saúde e moradores têm saído às ruas para caçar escorpiões. Na noite de quinta-feira (7), foram capturados 147 animais no centro da cidade. 
 
Agentes e moradores estão usando lanternas com luz ultravioleta para encontrar os animais. O escorpião aparece nesse tipo de luz porque o corpo dele é sensível a esse tipo de iluminação e fica fluorescente ao perceber a luz do equipamento. 
 
A captura de escorpião é feita pelos agentes treinados para isso. Eles usam botas, luvas e pinças. O veneno do escorpião amarelo é um dos mais perigosos, atinge o sistema nervoso e provoca alterações respiratórias. 

De acordo com o Ministério da Saúde, o Paraná é o estado com mais incidentes com escorpiões do sul do país, e os números vem crescendo nos últimos anos. Em 2016, foram 1.713 acidentes, em 2017 subiu para 2.340 e 2018 chegou a 2.877. Para comparação, em 2018, Santa Catarina registrou 330 acidentes e no Rio Grande do Sul foram 314.