Criado em 06 Fevereiro 2018

Pais de ex-estudantes do Colégio Estadual Benjamin Constant, na Vila Portuguesa, região central de Londrina, prometem ir ao Ministério Público nesta semana para cobrar o dinheiro investido na festa de formatura agendada para o final do ano passado em uma casa de eventos na rua Paraíba, o que não aconteceu. Além de pedir providências na área criminal, o advogado Miguel El Kadri afirmou que irá ingressar com uma ação na esfera cível por reparação dos danos morais. 

A decisão de acionar a Justiça foi tomada depois que o Núcleo Regional de Educação (NRE), no início do ano, não teria respondido os ofícios encaminhados por Kadri para se posicionar sobre o caso. Por diversas vezes, a reportagem tentou contato com a chefe do órgão, Lucia Cortez, mas sem sucesso. A formatura dos 33 alunos do terceiro ano do Ensino Médio deveria ser realizada no dia 21 de dezembro.

Rafael Machado e Fernanda Circhia/Grupo Folha