Criado em 22 Maio 2019
Projeto de lei foi aprovado pela Câmera de Vereadores de Uraí, no entanto infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal. Prefeitura ainda não se manifestou.
O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou, por medida cautelar, que o prefeito de Uraí, no norte do Paraná, Carlos Tamura, não sancione a lei que autoriza a criação de novos cargos políticos, comissionados e funções gratificadas.
Após análise do projeto de lei e documentos do município, o TCE-PR constatou que, se os mais de 30 cargos forem criados, o município vai infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal, ou seja, vai ultrapassar o teto de gastos com o pagamento de salários com funcionários.
A análise foi feita após uma representação encaminhada pela vereadora Eliane Maria Ferreira Batista, do DEM. A vereadora afirma que o projeto foi encaminhado à Câmara de Vereadores em 2018 e recebeu um parecer contrário da controladoria interna devido ao limite de gastos com pessoal.
No projeto, a prefeitura justificou que, com a aprovação da lei o município faria uma reestruturação de cargos, sendo que alguns seriam extintos, e isso reduziria as despesas municipais. O projeto de lei avançou e foi aprovado em duas votações pelos parlamentares.
Na decisão do conselheiro Ivens Linhares, a prefeitura deixou de contabilizar os gastos com pagamentos de salários dos funcionários do hospital municipal Santa Casa de Misericórdia de Uraí, no qual o município é interventor. Ao contabilizar isso, os gastos com pessoal comprometem 57,2% da receita do município, sendo que a lei estabelece limite máximo de 54%.
 
Blog do Chaguinhas
 
Criado em 22 Maio 2019
O Ministério Público da Comarca de Cornélio Procópio, através da 3º Promotoria (Proteção ao Patrimônio Público) ajuizou ação de improbidade administrativa contra a ex-prefeita do município de Leópolis, Cléa Márcia Bernardes de Oliveira (Gestão 2012 a 2016).
De acordo com a Promotora de Justiça Viviane Gerelus, (foto) o MP recebeu denúncia que a ex-prefeita, não respeitou os aprovados em Concurso Público e contratou diretamente como prestadores de serviços, novos funcionários para exercer cargos de professores na cidade.
Quando questionada acerca da eventual contratação direta de pessoal para o exercício do magistério, em detrimento dos aprovados em concurso público, a Sra. Cléa Márcia Bernardes de Oliveira, informou que, não houve contratação direta de pessoal para o exercício do magistério. Disse que a prefeitura tinha a necessidade de controlar gastos com pessoal e que por isso, até aquele momento, os aprovados no concurso público não foram chamados.
Visando solucionar o presente caso, por diversas vezes o Ministério Público requisitou à Prefeitura Municipal de Leópolis informações e documentos referentes a contratação, porém em todas as oportunidades a municipalidade informou que estes não foram encontradas, limitando-se a dizer que as contratadas efetuavam serviços temporários, e por essa razão, estavam lotadas na Secretaria Municipal de Desenvolvimento – Dep. de Serviços Públicos, declarando ainda que estas não mais faziam parte do quadro de funcionários da municipalidade.
Por fim o MP apurou que, pelo menos em quatro situações, pelo período entre 2015 e 2016, pessoas não qualificadas para o cargo, foram contratadas e pagas através de RPAs (Recibo de Pagamento para Autônomos) trabalhando na Educação Infantil do município. A medida viola os princípios da administração pública, limita os direitos dos próprios contratados e prejudica diretamente os aprovados no concurso público realizado no município.
Em entrevista ao repórter Wagner Alexandre (Rádio Cornélio Procópio) a promotora fez questão de afirmar que as pessoas contratadas, não serão responsabilizadas, pois efetivamente prestaram o serviço. Porém, a justiça acatou a medida tutelar proposta pelo MP, bloqueando os bens da ex-prefeita, no valor da multa de R$ 534.000,00 (Quinhentos e trinta e quatro mil reais).
Procurada pela reportagem, a ex-prefeita Cleia pediu um prazo para organizar sua defesa e informou que, em breve, deverá esclarecer todos os fatos ocorridos, não só junto a Justiça, mas também para a imprensa local.
Reportagem de Wagner Alexandre /Rádio Cornélio Procópio - Texto Odair Matias  
 
Blog do Chaguinhas
 
Criado em 02 Maio 2019

Jéssica Pires presta depoimento à Polícia Civil na manhã desta terça-feira (30). Pai da garota está preso por ocultação de cadáver.

Mãe de Eduarda Shigematsu presta depoimento à Polícia Civil em Rolândia — Foto: Eduardo Lhamas/RPC

A mãe da menina de 11 anos Eduarda Shigematsu, encontrada morta em Rolândia, no norte do Paraná, Jéssica Pires, falou pela primeira vez após o crime em depoimento à Polícia Civil na manhã desta terça-feira (30).

O corpo da menina foi encontrado na tarde de domingo (28), nos fundos de uma casa de aluguel da família, depois de uma denúncia anônima. A menina desapareceu na quarta-feira (24). O pai dela, Ricardo Seidi, foi preso por ocultação de cadáver e confessou à polícia ter enterrado o corpo da garota. Ele contou ter se desesperado após encontrar a menina enforcada.

Muito emocionada, a mãe de Eduarda disse que ficou sabendo do desaparecimento da filha por uma mensagem enviada pela avó paterna da criança. Jéssica afirmou que não imaginava que o ex-marido pudesse fazer algum mal à filha deles.

 

“Ela [Eduarda] falava que ele era bravo, que ele esperava ela chegar da escola no portão de casa, mas eu achava que era preocupação de pai. Eduarda dizia que ele era frio com ela, não dava carinho, mas eu não achava isso estranho, porque ele era frio no casamento também”, disse a mãe.

 

 

Mãe conversou com ex-marido suspeito

 

Jéssica também contou que chegou a conversar com o ex-marido quando as provas coletadas durante a investigação o apontaram como principal suspeito do crime. “Cheguei a falar que, pela lógica, ele era o suspeito, mas ele disse que se sentia culpado por não ter dado a atenção que a Eduarda precisava”, relatou.

Além de ouvir a mãe e a avó da criança, o delegado Bruno Rocha deve coletar depoimentos de outros familiares da menina e de vizinhos da casa onde Eduarda morava e do local onde o corpo foi encontrado. Ricardo Seidi também devem ser ouvido novamente, agora como suspeito de homicídio qualificado.

"A materialidade e a suspeição a gente já tem, o laudo do IML apontou quem foi o executor. Agora estamos trabalhando para descobrir a motivação desse crime", pontuou o delegado.

 
Mãe de menina desaparecida confirmou por uma rede social que corpo encontrado era da filha — Foto: Reprodução/FacebookMãe de menina desaparecida confirmou por uma rede social que corpo encontrado era da filha — Foto: Reprodução/Facebook

Mãe de menina desaparecida confirmou por uma rede social que corpo encontrado era da filha — Foto: Reprodução/Facebook

 

Entenda o caso

 

Eduarda desapareceu depois de voltar da escola na última quarta-feira (24). Segundo o Boletim de Ocorrência do desaparecimento, a menina voltou para a casa onde morava, deixou uma mochila no sofá e depois não foi mais vista. Uma câmera de segurança registrou Eduarda chegando em casa naquele dia.

Uma outra imagem, cedida pela Polícia Civil, mostra o pai de Eduarda chegando em um carro preto no imóvel onde o corpo da garota foi encontrado cerca de uma hora depois. Para a polícia, a menina estava morta no porta-malas do veículo.

Ricardo Seidi confessou que ocultou o corpo da menina porque ficou desesperado ao ver a menina enforcada no quarto. Ele está preso.

Com o resultado do laudo do IML, que apontou que a menina foi morta por esganadura, a Polícia Civil pediu a prisão temporária dele, por 30 dias, por homicídio qualificado. O pedido ainda não foi apreciado pela Justiça.

Ricardo Seidi ainda não apresentou advogado de defesa.

 
Eduarda Shigematsu, de 11 anos, foi encontrada morta em Rolândia no domingo (28) — Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoEduarda Shigematsu, de 11 anos, foi encontrada morta em Rolândia no domingo (28) — Foto: Polícia Civil/Divulgação
 
Criado em 20 Abril 2019
Um acidente deixou seis pessoas mortas na PR-323 entre Umuarama e Perobal, no noroeste do Paraná, na madrugada desta sexta-feira (19), de acordo com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE). 
 
Dois carros se envolveram na batida. Segundo a PRE, todas as vítimas são jovens. Porém, as idades ainda não foram informadas. 
 
Quatro homens estavam no veículo, com placas de Perobal. No outro automóvel, com placas de Umurama, havia um casal. 

 
A colisão aconteceu por volta das 3h30. Até a publicação desta reportagem, não tinha mais detalhes sobre o ocorrido. 
 
Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Umuarama. 
 
Blog do Chaguinha
 
Criado em 29 Março 2019

O fim de semana terá dias de outono: sem chuva e com temperaturas amenas durante a manhã e à noite. De acordo com o Simepar (Sistema Meteorológico do Paraná), a mínima registrada nesta sexta-feira (29) foi de 17°C e a máxima não passa dos 27°C. Não Não devem ocorrer precipitações. 

No sábado (30) e domingo (31), as condições de tempo estável permanecem, com sensação de manhã mais fresca, com mínimas de 17°C. Durante a tarde, as temperaturas se elevam e a máxima alcança os 27°C. Já no período da noite, as temperaturas voltam a cair na região de Londrina.

Ainda conforme o Simepar, não há nenhum sistema de frente fria atuando. Sendo assim, "o sol predomina com em todas as regiões paranaenses", prevê o órgão. 
Pixabay
 
Criado em 26 Fevereiro 2019

Nesta segunda,25, por volta das  11h45min compareceu ao Plantão da Polícia Militar uma senhora informando que sua filha foi agredida dentro do colégio onde estuda.

Sendo que a briga foi interrompida por funcionários da escola e que na saída sua filha ainda foi ameaçada por duas adolescentes e que apresenta algumas lesões no braço.

 
Criado em 09 Fevereiro 2019
Ela estudou Educação física no campus da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) e morava atualmente em Nova Mutum,no Mato Grosso.O corpo sem vida de Rosângela da Silva, de 32 anos, foi encontrado neste final de semana.
 
O assassino é ex-companheiro dela, Alessandro Lautclenguer , foram vistos pela última vez no último dia 25, após uma discussão entre eles.
 
Ela estava ás margens da rodovia MT-249, a 33 km de Nova Mutum, próximo à ponte do rio Arinos, sentido ao Munícipio de São José do Rio Claro.O “namorado” havia sido preso no último dia 30, em Foz do Iguaçu (PR), em fuga para o Paraguai.
 
Como era o principal suspeito, foi interrogado, mas permaneceu em silencio, desde então, a Polícia Civil e as forças de segurança de Nova Mutum vinham fazendo buscas constantes na região.No início da noite de quinta-feira,dia sete, policiais civis de Nova Mutum, que prestavam serviços em Alto Paraguai, ao retornar, resolveram parar próximo a ponte do rio Arinos, na MT-249, e acabaram sentido fortes odores e ao verificar, encontraram o corpo de Rosângela ás margens da rodovia.O corpo foi enterrado nesta sexta-feira na cidade do interior matogrossense.
 
 
FONTE - NP DIARIO
 
 
Criado em 09 Fevereiro 2019
Em Abatiá, no norte do Paraná, agentes de saúde e moradores têm saído às ruas para caçar escorpiões. Na noite de quinta-feira (7), foram capturados 147 animais no centro da cidade. 
 
Agentes e moradores estão usando lanternas com luz ultravioleta para encontrar os animais. O escorpião aparece nesse tipo de luz porque o corpo dele é sensível a esse tipo de iluminação e fica fluorescente ao perceber a luz do equipamento. 
 
A captura de escorpião é feita pelos agentes treinados para isso. Eles usam botas, luvas e pinças. O veneno do escorpião amarelo é um dos mais perigosos, atinge o sistema nervoso e provoca alterações respiratórias. 

De acordo com o Ministério da Saúde, o Paraná é o estado com mais incidentes com escorpiões do sul do país, e os números vem crescendo nos últimos anos. Em 2016, foram 1.713 acidentes, em 2017 subiu para 2.340 e 2018 chegou a 2.877. Para comparação, em 2018, Santa Catarina registrou 330 acidentes e no Rio Grande do Sul foram 314. 

 

 

 
Criado em 01 Fevereiro 2019

Uma agência bancária de Congonhinhas, no norte do Paraná, foi destruída após criminosos explodirem caixas eletrônicos na madrugada desta sexta-feira (1°).

De acordo com a Polícia Civil, foram registradas duas explosões por volta das 4h. Os policiais analisaram câmeras de segurança de lojas que ficam na região do banco e viram que três pessoas participaram da ação.

Os suspeitos fugiram logo depois das explosões. Até as 9h30, eles não foram localizados.

A Polícia Civil suspeita que o grupo tenha levado todo o dinheiro da agência, pois esse é o período de pagamento de aposentados e pensionistas.

A agência foi isolada até a chegada da criminalística.

 Explosão banco em Congonhinhas — Foto: Divulgação

Agência ficou totalmente destruída — Foto: Divulgação

 

Agência ficou totalmente danificada — Foto: Divulgação

 
 
 
Criado em 15 Janeiro 2019
Nesta segunda, 14 de janeiro, por volta das 16:00 hrs., através de informações, que davam conta de que um adolescente estaria traficando na cidade, os PMs de plantão resolveram realizar um trabalho de investigação minucioso, para tentar abordar o denunciado, para que conseguissem chegar à pessoa certa, no momento exato, dando o flagrante inclusive na sua residência.
 

 

 

Pagina 1 de 10

<< Iniciar < Ant 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próx > Fim >>