Criado em 27 Abril 2018

Foi preso na noite desta quinta-feira (26) um empresário de Santo Antônio da Platina. Ele é suspeito de ser mentor de uma tentativa de homicídio, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro.

A prisão temporária, por 30 dias, foi protocolada pelo delegado Tristão Antônio Borborema de Carvalho para garantir as investigações. A polícia cumpriu mandados na casa e estabelecimento do empresário e aprendeu vários documentos.
A prisão ocorreu na rodovia no município de Ponta Grossa. Durante as buscas realizadas pela polícia civil na manhã desta quinta-feira, ele o não se encontrava nem em sua residência nem local de trabalho.
O grupo especializado da polícia civil Tigre (Tático Integrado de Grupo de Repressão Especial) foi acionado pelo delegado Tristão para dar apoio no cumprimento do mandado. Um bloqueio foi realizado na rodovia.Com apoio de policiais rodoviários federais a prisão foi concretizada. O preso foi encaminhado para cadeia de Santo Antônio da Platina para ser interrogado pela autoridade policial.
Ao todo pela manhã, três mandados de busca e apreensão foram cumpridos a pedido do delegado Tristão Antonio Borborema de Carvalho e autorizados pelo juiz Júlio César Michelucci Tanga.
Todo efetivo da 38 Delegacia Regional de Polícia e policias do Grupo de Diligências Especiais de Jacarezinho cumpriram os mandados com acompanhando de dois promotores de Justiça da comarca, Diego André Coqueiro Barros e Nathalie Murilo Floroschk.
O alvo da operação já tinha sido um empresário da cidade suspeito de ser mandante de uma tentativa de assassinato, além de delitos de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. Já é de domínio público de quem se trata.
Os policiais efetuaram varredura em uma residência situada no residencial Morumbi, em uma empresa situada na Vila Claro e numa sala de Recursos Humanos localizado no Condomínio Empresarial Palácio do Comércio (foto).
 
 
Blog do Chaguinha