Criado em 02 Dezembro 2019

Um homem de 37 anos, identificado como Aldemiro do Nascimento Filho, foi morto a facadas no início da tarde de domingo (1º) em uma residência no bairro Araucária, em Arapongas (Região Metropolitana de Londrina).

Segundo informações recolhidas pela 7ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), Nascimento Filho teria ido cobrar um jovem de 19 anos por uma dívida de celular. O suspeito teria esfaqueado a vítima no pescoço e fugido em um Ford Escort verde.

Os policiais chegaram ao local e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) já estava atendendo a ocorrência, mas a vítima não resistiu aos ferimentos no pescoço. Até a manhã desta segunda (2), o suspeito ainda não foi encontrado. A Polícia Civil vai investigar o caso.

O corpo de Nascimento Filho foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Apucarana (Centro-Norte).

Homem é morto a facadas por dívida de celular em Arapongas

 
Criado em 30 Setembro 2019

As tarifas de seis praças de pedágio do Paraná serão reduzidas em 30% a partir desta terça-feira (1º), em cumprimento ao acordo de leniência entre a Ecorodovias e a força-tarefa da Operação Lava Jato.

A empresa, que é controladora da Ecovia e Ecocataratas, é investigada na Operação Integração, desdobramento da Lava Jato, que apura irregularidades em contratos de concessões de rodovias do estado.

O grupo Ecorodovias informou que não vai se manifestar a respeito da redução das tarifas, apenas ressaltou que vai cumprir os termos do acordo de leniência.

A redução das tarifas ocorre nas praças de pedágio de São José dos Pinhais, na Região de Curitiba, de Candói e Laranjeiras do Sul, na região central do estado, de Cascavel, Céu Azul e São Miguel do Iguaçu, no oeste.

 

Veja como ficam as tarifas para carros:

 

 

  • São José dos Pinhais: de R$ 20,90 passa a R$ 14,60;
  • Candói: de R$ 13,50 passa a R$ 950;
  • Laranjeiras do Sul: de R$ 13,50 passa a R$ 950;
  • Cascavel: de R$ 13,50 passa a R$ 950;
  • Céu Azul: de R$ 12,50 passa a R$ 8,80;
  • São Miguel do Iguaçu: de R$ 16,40 passa a R$ 11,50.

 

Tarifas para motos:

 

  • São José dos Pinhais: de R$ 10,50 passa a R$ 7,30;
  • Candói: de R$ 6,80 passa a R$ 4,80;
  • Laranjeiras do Sul: de R$ 6,80 passa a R$ 4,80;
  • Cascavel: de R$ 6,80 passa a R$ 4,80;
  • Céu Azul: de R$ 6,30 passa a R$ 4,40;
  • São Miguel do Iguaçu: de R$ 8,20 passa a R$ 5,80.

 

Acordo

O MPF informou, em agosto, que a Ecorodovias reconheceu a realização de pagamento de propinas, desde 2000, em troca de mudanças nos contratos das concessões de rodovias federais que administra no Paraná.

A empresa, ainda segundo o Ministério Público Federal, apresentou informações e provas "relevantes sobre a participação de terceiros nos crimes" e se comprometeu a "implementar medidas especiais a fim de evitar a repetição de condutas similares no futuro".

O acordo de leniência, firmado em 12 de agosto, prevê o pagamento de R$ 220 milhões em redução de tarifas, R$ 150 milhões em obras rodoviárias e R$ 30 milhões em multa.

Conforme o MPF, as tarifas devem permanecer reduzidas até que sejam pagos os R$ 220 milhões previstos, o que deve durar cerca de um ano.

 
 
Criado em 04 Junho 2019

Investigadores da Denarc (Divisão Estadual de de Narcóticos) de Londrina prenderam um homem de 41 anos na manhã desta terça-feira (4) que transportava mais de uma tonelada de maconha. O caminhão que ele dirigia foi abordado na PR-986, perto de Rolândia. Quando viu os policiais, o motorista tentou fugir pro meio do mato, mas acabou sendo detido em flagrante.

Durante a revista, a polícia encontrou a droga escondida entre os vãos dos caixotes de linguiça e frios. Outra parte foi localizada debaixo do veículo. Segundo o delegado da Denarc, Adilson José da Silva, o caminhoneiro saiu da região oeste do Paraná e seguia para o Estado de São Paulo. "Inicialmente, ele disse que não sabia de nada da maconha, mas depois confessou que ganharia R$ 5 mil pela viagem. A suspeita é que ele integre uma organização criminosa, que já estamos investigando", disse.
Ninguém mais estava com o suspeito no caminhão. Ele foi levado para ser interrogado na sede da Denarc e depois será encaminhado à cadeia pública de Rolândia.
 
 
 
Criado em 25 Maio 2019

A PC (Polícia Civil) de Santo Antônio da Platina (Norte Pioneiro) vai indiciar a professora de biologia do Colégio Estadual Rio Branco pelo crime de injúria racial contra um aluno de 15 anos. O caso teria ocorrido em 9 de abril. A suspeita teria dito que a vítima "veio de um navio negreiro". A mãe do aluno registrou boletim de ocorrência na Polícia Militar e foi até a Delegacia de Polícia Civil. 

De acordo com Rafael Guimarães, delegado de Santo Antônio da Platina, a suspeita nega o crime. "Ela contou que estava dando uma aula de biologia sobre as origens dos brasileiros e não teria ofendido o estudante", disse.

 

Entretanto, ainda segundo Guimarães, testemunhas declararam que houve injúria racial. "Em depoimento, dois outros alunos relataram que a professora ofendeu a vítima dizendo 'você não tem direito de falar nada, você veio em um navio negreiro' ", afirmou.

Divulgação/Polícia Civil

 

Bonde

 
Criado em 22 Maio 2019

Os Correios vão desativar sete agências no Paraná até o dia 5 de julho. Serão quatro em Curitiba e uma em Londrina, Maringá e Guarapuava. Em todo o país, os Correios migrarão as atividades de 161 agências.

De acordo com a empresa, o fechamento faz parte do processo de readequação da rede de atendimento que iniciou em 2018 e busca assegurar a produtividade e a rentabilidade das unidades. O superintendente estadual de operações dos Correios, Paulo Cezer Kremmer dos Santos, justificou que as agências que serão fechadas estão próximas de outros pontos de atendimento capazes de absorver a demanda do público.

Em Londrina, será desativada a agência Juscelino Kubitschek, localizada na rua Sergipe. O atendimento será transferido para a agência central, na rua Rio de Janeiro. Os dez funcionários da unidade, de acordo com Santos, poderão optar pela mudança de cargo para carteiros ou serem transferidos para outra unidade em que haja necessidade de funcionários. O remanejamento poderá ser para outra cidade ou até mesmo para outro estado.

“Ele poderá escolher dentro daquelas que têm disponibilidade. Temos unidades deficitárias onde atendemos com funcionários volantes”, explicou o superintendente. No Estado a decisão vai afetar 58 funcionários.

Para o Sintcom (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Paraná) a decisão dos Correios é o pontapé da privatização da empresa. “Entendemos que é o começo da privatização. Estamos tentando segurar esse fechamento”, afirmou Marcos Rogério Inocêncio, secretário geral do Sintcom.

Está marcada uma audiência pública na AL (Assembleia Legislativa do Paraná) no dia 17 de junho para discutir o projeto de readequação das agências. “Em 2016 foi feito uma audiência pública e deu frutos. Agora queremos chamar a atenção da população. Ela será a maior prejudicada”, comentou o secretário.

Na avaliação do sindicato, a medida pode abrir espaço para demissões. “Há uma pressão psicológica. Os atendentes que não optarem pela mudança de cargo podem ser transferidos para outras cidades, abrindo espaço para demissão de quem não aceitar”, afirmou Inocêncio. A categoria convocou assembleias regionais nesta terça-feira (21) à noite para discutir a questão.

O superintendente estadual contesta o Sintcom e afirmou que não haverá demissão em virtude do fechamento das agências. “De forma alguma haverá demissão. Tivemos uma conversa com o sindicato e já fizemos a comunicação pessoal aos empregados. Precisamos readequar para preserva a empresa e os funcionários”, declarou Santos.

O sindicato se reuniu, nesta terça-feira (21), com os funcionários da agência Juscelino Kubitschek de Londrina, mas, segundo o diretor do sindicato, Christian Felipe Ratz Pires, a categoria ainda não tem um posicionamento.

Correios fecham agências em Londrina e Maringá

 
Criado em 02 Maio 2019

Homem foi indiciado por cárcere privado qualificado e ameaça. Menino foi mantido refém por 17 horas, em Curitiba.

O pai que manteve o filho refém por 17 horas em Curitiba vai passar por exames de insanidade mental para verificar a saúde mental do do homem, segundo informações da defesa dele.

O exame foi pedido pelo advogado do pai do menino e a Justiça autorizou nesta quarta-feira (1º) a realização do teste. Segundo a defesa, o exame vai apontar a saúde mental do homem e se ele tinha a exata noção do que fez no sábado (27).

O caso corre em segredo de justiça e a data do exame não foi informada.

Segundo a polícia, o pai se trancou dentro de casa, no bairro Santa Cândida, com o filho de três anos após uma briga de casal com a esposa. Ele se entregou após 17 horas, depois de negociações com a polícia.

A negociação foi realizada por policiais do Comando de Operações Especiais (COE) e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

O homem foi indiciado pela Polícia Civil do Paraná nesta quarta-feira pelos crimes de cárcere privado qualificado e ameaça.

O caso, que foi investigado pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), agora será encaminhado para o Ministério Público, que vai avaliar se oferece denúncia contra ele. O homem continua preso.

 

Suspeita de envenenamento

 

A defesa do pai da criança afirmou que exames laboratoriais vão mostrar que a suspeita de que o homem envenenou o filho são infundadas.

A suspeita surgiu quando a criança foi internada com crises de vômito um dia após o caso.

A criança teve alta na terça-feira (30), após uma bateria de exames.

 
Pai se entregou com o filho no colo após 17 horas de negociações em Curitiba — Foto: Reprodução/RPCPai se entregou com o filho no colo após 17 horas de negociações em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

Pai se entregou com o filho no colo após 17 horas de negociações em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

 
Criado em 29 Março 2019
A Justiça bloqueou 38 imóveis do ex-prefeito de Moreira Sales, no centro-oeste do Paraná, Hugo Berti (PSD), de acordo com ao Ministério Público do Paraná. Ele é investigado por supostos gastos indevidos com diárias para viagens ao exterior. 
 
Conforme apuração do MP, entre 2006 e 2008, o ex-prefeito - que estava no segundo mandato - acumulou aproximadamente R$ 35 mil em 14 diárias recebidas por viagens à Europa. 
 
De acordo com a juíza Fabiana Matie Sato, que determinou o bloqueio em janeiro, a aceitação do pedido do MP-PR ocorreu para ressarcir os cofres públicos, visto que a possibilidade de sanção por ato de improbidade administrativa prescreveu em 2013. 

 

 

 
Criado em 29 Março 2019

Os municípios de Floresta e de Mandaguaçu (Região Metropolitana de Maringá) estão com concursos públicos abertos. Ao todo, são mais de 70 vagas para profissionais de todos os níveis de escolaridade. Confira os detalhes dos editais: 

Floresta

 
 
 
ADVERTISEMENT
 



A Prefeitura Municipal de Floresta abriu na quarta-feira (27) as inscrições do concurso público com 33 vagas e duas formações de cadastro de reserva. 

São vagas para advogado, auxiliar administrativo, auxiliar de serviços gerais (masculino e feminino), educador infantil, eletricista, enfermeiro, motorista, odontólogo, psicólogo, operador de máquinas pesadas, professor, recepcionista, técnico em enfermagem, técnico em segurança do trabalho, tratorista e vigia. As inscrições se encerram em 10 de abril e devem ser feitas pela internet. A remuneração para as vagas supracitadas variam de R$1.028 a R$4.101,72, para cargas horárias de 20 a 44 horas.

As taxas de inscrição variam de R$30 a R$100, conforme nível de escolaridade. Confira o edital completo aqui

Serão realizadas provas objetivas, práticas e de títulos. A data e o local dos testes serão divulgados em 16 de abril no edital de homologação das inscrições, que poderá ser consultado no site da KLC Concursos

A validade deste concurso será de dois anos, contados da homologação final dos resultados, podendo haver prorrogação por igual período, a critério da Prefeitura Municipal de Floresta. 

Mandaguaçu 

A Prefeitura de Mandaguaçu publicou o edital e abriu, no último dia 22, inscrições para o concurso público que irá preencher 40 vagas de todos os níveis de escolaridade. 

São vagas para agente de serviços operacionais (masculino e feminino), eletricista/encanador, mecânico, motorista, operador de máquina pesada, pedreiro, tratorista, agente administrativo, auxiliar administrativo, auxiliar de consultório dentário, técnico em enfermagem, técnico em vigilância sanitária, técnico em higiene dental, advogado, assistente social, contador, engenheiro civil, fonoaudiólogo, médico clínico geral, odontólogo, professor de educação especial, de educação infantil e de ensino fundamental. A remuneração para as vagas variam de R$998 a R$4.579,02, para cargas horárias de 20 a 40 horas.

 As inscrições vão até 15 de abril e devem ser feitas pela internet no site do Instituto Unifil. O edital completo pode ser verificado no mesmo endereço. As taxas de inscrições variam de R$40 a R$100, de acordo com o nível de escolaridade. 

Prova objetiva, de redação, prática, de títulos, de desempenho didático e teste de aptidão física serão aplicados, conforme a especificidade de cada cargo. Os locais de aplicação das provas serão divulgados em 3 de maio, através de edital. A prova objetiva e de redação serão aplicadas em 19 de maio. A prova prática, didática e o teste de aptidão física serão aplicados em 14 de julho. 

O prazo de validade do concurso será de dois anos, a contar da data da publicação do ato de sua homologação, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, podendo surgir vagas dentro desse prazo, desde que haja necessidade e interesse da administração da Prefeitura Municipal de Mandaguaçu e candidatos aprovados para o cargo. 
 
 
Criado em 17 Fevereiro 2019

Ruas e casas em Guaratuba, no litoral do Paraná, ficaram alagadas neste domingo (17) por causa da chuva que atinge a cidade desde a sexta-feira (15). A Defesa Civil emitiu um alerta de alto risco de deslizamento em todas as áreas próximas de morros no município.

Entre os pontos considerados mais críticos na tarde deste domingo estão os bairros Piçarras, Cohapar II e Carvoeiro.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 16h deste domingo, havia 20 famílias desabrigadas e mais de 200 pessoas desalojadas.

Conforme a Defesa Civil, o alagamento que deixou famílias desalojadas. Até a última atualização desta reportagem, não havia sido informado o número de desalojados.

A Prefeitura de Guaratuba está recebendo as pessoas afetadas no Ginásio de Esportes Governador José Richa.

Segundo o Simepar, de sexta-feira até às 11h deste domingo, choveu 184,4 milímetros em Guaratuba. Isso equivale a 57,6% do previsto de chuva para o mês todo (319 milímetros).

A chuva se intensificou na noite de sábado (16), conforme a Defesa Civil.

De acordo com o morador Francisco Carvalho, de 52 anos, que mora no balneário Nereidas, conta que não conseguia sair de casa neste domingo.

"Onde eu moro está feio, tudo alagado. Na minha casa a água entrou só no quintal. Têm carros com água pela metade na rua", explica.

Na tarde deste domingo, o alagamento no Colégio 29 deixará os alunos sem aulas na segunda-feira (18), conforme a prefeitura.

 

 
Criado em 17 Fevereiro 2019

Três jovens com idades de 17 a 21 anos foram mortos a tiros e um foi baleado em um intervalo de cerca de duas horas na madrugada deste domingo (17) em Mandaguari (Noroeste). 

 

Segundo a PM (Polícia Militar), por volta da 0h15, houve uma denúncia de que havia pessoas baleadas em uma festa que ocorria na rua Domingos Pascoal Negro, na vila Vitória, em uma antiga associação de uma empresa da cidade. O dono da festa contou aos policiais que alugou o local para uma festa e, depois de certo tempo, notou uma correria nas proximidades dos banheiros, que ficam do lado de fora do salão, e havia três feridos, ainda conscientes. Foi acionado o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que constatou os óbitos de Vitor Fernando Lança, de 21 anos, e Mauricio Carlos de Lima Júnior, de 19. Um adolescente de 16 anos, ferido em um dos braços, foi socorrido ao PA (Pronto Atendimento) de Mandaguari e depois transferido para o hospital Santa Casa de Maringá (Noroeste). 

No caminho para a ocorrência, a equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) visualizou uma Honda Titan 125 de cor verde, placa de Arapongas, que fugiu de abordagem policial. Houve acompanhamento tático por diversos bairros de Mandaguari, mas os dois ocupantes conseguiram fugir após abandonar o veículo no jardim Esplanada. Possivelmente, esse veículo foi utilizado pelos suspeitos de praticar os homicídios.

 



Já por volta das 2h15, ocorreu o terceiro homicídio da madrugada na rua Miguel Garcia Gomes, no jardim Boa Vista. A testemunha, uma jovem de 19 anos, relatou que estava com o namorado, João Vitor Furtado de Souza, de 17 anos, quando viram dois indivíduos armados saindo de um corredor escuro e atirando na direção do adolescente. Souza ainda tentou fugir, mas caiu após ser baleado. O jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. 

Os suspeitos fugiram em um veículo não identificado, e não foram encontrados. 

Os corpos foram encaminhados ao IML (Instituto Médico-Legal) de Maringá. A Polícia Civil investiga os crimes.

Três jovens são mortos a tiros em cerca de 2h

 

Pagina 1 de 6

<< Iniciar < Ant 1 2 3 4 5 6 Próx > Fim >>