Error
  • JLIB_APPLICATION_ERROR_COMPONENT_NOT_LOADING
Created on 27 April 2017

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e a concessionária Econorte informam que nesta sexta-feira (28) será iniciada a fiscalização de velocidade na pista automática da praça de pedágio do município de Sertaneja, no Norte Pioneiro do Paraná. 

Localizada na PR-323, no km 3,600, o controle de velocidade no local será de 40km/h. Os equipamentos serão instalados nos dois sentidos da rodovia. 

"As ações de fiscalização são medidas que visam conscientizar os motoristas, reduzir os riscos de acidentes e salvar vidas", explica o tenente-coronel Antônio Zanatta Neto, comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária.

Antes de pegar as rodovias nesse feriado do Dia do Trabalho, a PRE e o DER também orientam para que motoristas façam a revisão do veículo e verifiquem alguns itens básicos de segurança, como freios, pneus, bateria, óleo e filtros.
 
Bonde
 
Created on 08 April 2017

Uma abordagem de rotina na tarde desta sexta-feira (7) resultou na apreensão de 300 quilos de maconha, um veículo e 25 mil maços de cigarros. A ação foi feita por policiais militares da Rondas Ostensivas Tático Móvel (ROTAM) da 3ª Companhia do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) em Cafezal do Sul (PR), no Noroeste do estado. Uma pessoa foi encaminhada. 

Divulgação/PM-PR
Divulgação/PM-PR



A equipe fazia operação na PR 323, no Km 327, por volta das 13h40, quando abordou um Fiat/Ducato, com licenciamento no município de São José dos Pinhais (PR). Dentro do carro os policiais encontraram 25 mil maços de cigarros e 405 tabletes de maconha (300 quilos).

O condutor, de 27 anos, teria dito aos militares estaduais que havia adquirido a droga em Guaíra e a levaria para Curitiba, sendo que receberia R$ 5 mil pelo transporte. O homem, a droga, os cigarros e o veículo foram entregues na delegacia para os procedimentos necessários.
 
Created on 08 April 2017

Equipes da Polícia Federal de Maringá e Cascavel entraram em confronto perto das 7h30 desta sexta-feira (7) com integrantes de uma quadrilha suspeita de assaltar diversas agências da Caixa Econômica Federal de municípios no interior do Paraná e de São Paulo. Seis bandidos morreram durante a troca de tiros, registrada na cidade de Alvorada do Sul (60 km de Londrina). 

De acordo com a informações da assessoria de imprensa da Polícia Federal, o grupo explodiu, perto de 4h30, duas agências no município de Cruzália (SP). A quadrilha é suspeita de praticar outros cinco roubos. A investigação é coordenada com auxílio de equipes da Secretaria Estadual de Segurança Pública. Bombeiros resgataram os corpos, além de armas e embarcações utilizadas pelos bandidos. 

Os corpos foram recolhidos pelo Instituto Médico Legal (IML) de Londrina e chegaram a cidade por volta das 17h20. As identidades dos bandidos ainda não foram divulgadas. A PF informou que os malotes de dinheiro levados do interior paulista, assim como as armas de fogo e explosivos, já foram recuperados.

 
Created on 14 March 2017

Uma moradora de Nova Cantu, na região central do Paraná, deu à luz uma menina na rodovia BR-369, na tarde de segunda-feira (13). A bebê Yasmin Vitória nasceu dentro de uma ambulância, perto de uma praça de pedágio da concessionária Viapar, com 2,590 kg.

A mãe da bebê recém-nascida, Jocelma dos Santos, de 37 anos, seguia na ambulância do município para um hospital quando entrou em trabalho de parto. A enfermeira que a acompanhava pediu ajuda dos socorristas da Viapar que ajudaram no parto.

Mãe e filha foram encaminhadas ao hospital Santa Casa de Campo Mourão. Elas devem receber alta médica ainda nesta terça-feira (14).

Jocelma e a filha devem receber alta médica ainda nesta terça-feira (14) (Foto: Viapar/Divulgação)

 

G1

 
Created on 14 March 2017

bebê recém-nascida que foi salva por uma equipe médica após a mãe dela morrer em um acidente de trânsito em Paiçandu, no norte do Paraná, faleceu nesta terça-feira (14). A informação foi confirmada pelo hospital Metropolitano de Sarandi, onde a menina estava internada. A morte foi constatada às 7h e, conforme o hospital, ocorreu devido a complicações decorrentes do parto prematuro.

A mãe e o pai da criança se envolveram em um acidente na noite de sábado (11). De acordo com a Polícia Militar (PM), Leticia Pavoni, de 20 anos, que estava grávida de sete meses, e o marido, Robson Eduardo da Silva, estavam em uma moto quando bateram contra um carro.

Com o impacto da batida, o casal foi arremessado da moto. Depois de socorridos, os dois foram encaminhados ao hospital.

A jovem grávida foi atendida no hospital Metropolitano de Sarandi, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. No entanto, a equipe médica fez o parto de emergência e conseguiu retirar a criança com vida. Desde sábado, a menina estava internada na UTI Neonatal.

O pai da criança continua internado no hospital Santa Rita de Maringá, e conforme a equipe médica o estado dele é considerado grave.

Jovem de 20 anos estava grávida de sete meses quando ocorreu o acidente em Paiçandu, no norte do Paraná (Foto: Reprodução RPC)

G1

 

 

 
Created on 18 January 2017

Dados do boletim são referentes a agosto de 2016 e janeiro deste ano. 
Maringá, na região norte, é cidade com maior número de incidências.

O primeiro boletim da dengue divulgado neste ano pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), nesta terça-feira (10), aponta 366 casos confirmados em 74 cidades do Paraná entre agosto do ano passado e esta primeira semana de janeiro. Também foram registrados nesse período 10 casos de chikungunya e dois de zika vírus.

Do total de casos, 116 foram registrados em Maringá, na região norte. Destes, 77 são autóctones, ou seja, que foram contraídos no próprio município. Em Londrina, também na região norte, são 96 casos confirmados, sendo 51 autóctones.

“O verão concentra as condições ideais para que o mosquito se reproduza, por isso é essencial que todos mantenham ações de controle, tanto os profissionais de saúde, quanto a população”, disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto.

Entre as outras cidades com maior incidência do mosquito estão Paranaguá, Cascavel, Toledo e Foz do Iguaçu.

Confira as orientações da Secretaria Municipal de Saúde para prevenir a doença, evitando a proliferação de criadouros do mosquito da dengue:

- Evitar o acúmulo de lixo e entulhos
- Deixar sacolas e recipientes com lixo fechados
- Manter as caixas d’água, galões, tonéis ou tambores sempre vedados
- Remover a sujeira das calhas e ralos
- Não deixar pneus com água e em lugares descobertos
- Deixar garrafas ou baldes com a boca para baixo
- Verificar bandejas de ar-condicionado e geladeiras mantendo-as limpas e sem água
- Colocar areia até a borda nos pratos de vasos de flores e plantas
- Manter vasos sanitários sem uso fechados
- Tratar a água de piscinas e fontes uma vez por semana
- Esticar lonas para não formar poças
- Lavar os recipientes de água dos animais com esponja e sabão

 Mosquito Aedes aegypti é responsável pela transmissão de dengue, zika e chikungunya (Foto: Felipe Dana / Arquivo / AP Photo)

G1

 
Created on 18 January 2017

Os 58 passageiros de um ônibus de turismo que ficou preso em uma estrada da Argentina começou a voltar para casa na noite desta terça-feira (17). O grupo estava voltando a Londrina, no norte do Paraná, após uma excursão para Machu Picchu, no Peru, quando um deslizamento de terra os impediu de continuar a viagem e de voltar para outro lugar seguro.

Segundo uma mensagem publicada nas redes sociais pela passageira Paula Marroni, todos estão bem, após as 48 horas de espera no meio da estrada. Ela diz que a polícia local liberou a passagem de três comboios de veículos. O ônibus com os paranaenses faz parte do terceiro grupo. Eles esperam iniciar a Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, ainda nesta terça-feira.

De acordo com Paula, os passageiros puderam ver um cenário de destruição na estrada por onde passaram. "Nunca vi algo tão forte parecido, e só vimos hoje voltando da estrada. Foi lá que deu pra ter noção do que fizemos parte. Comparo à Mariana, não pela tragédia ambiental, mas pela extensão do que aquele rio de pedra levou", escreveu.

Ela afirma ainda que há mais pessoas presas no local onde ela e os demais passageiros ficaram nos últimos dois dias. "Agradecemos por todo o apoio e salientamos que éramos os primeiros da fila mas ainda existem pessoas em situação difícil precisando de ajuda", afirmou Paula.

Panetones e pouca água
Antes da liberação dos comboios, vários passageiros descreveram a situação pela qual passaram. Segundo eles, o governo argentino providenciou panetones e uma quantidade escassa de água para que as pessoas presas na estrada pudessem se alimentar.

A turista Vanda Serafim, moradora de Maringá, também no norte do estado, enviou uma mensagem de áudio à RPC Maringá, na qual relata que as estradas estão bloqueadas e que o grupo, está parado desde a noite de domingo (14), entre Jujuy e Salta.

“As autoridades argentinas não têm mandado provimentos pra cá. Na realidade o que eles enviaram, depois de dois dias, foram alguns panetones e uma quantidade mínima e insuficiente de água. Não existe uma estrutura de alimentação. Nós temos muitos idosos e muitas crianças que estão passando por necessidade”, descreveu a paranaense.

“Infelizmente, nós estamos aqui há duas noites e dois dias, não conseguimos retornar, porque os caminhos estão bloqueados devido a uma quantidade significativa de chuva e de deslizamentos de terra que ocorreram na região”, contou Vanda.

No ônibus de excursão, que saiu de Londrina no início de janeiro, a maioria dos turistas é de Maringá e de Londrina, mas também há pessoas de outras cidades paranaenses e também de outros estados. Vanda contou que também há outros ônibus brasileiros precisando de apoio e reclamou do descaso das autoridades argentinas.

Entre as pessoas isoladas também há muitos argentinos, conforme contou Vanda. Ela ainda disse que as pessoas estão se apoiando muito, de forma comunitária.

“Existem pessoas em regiões mais complicadas que não estão conseguindo ter esse tipo de apoio, estão em locais mais comprometidos”, relatou.

Grupo de turistas que voltava para o Paraná está há dois dias isolado na Argentina (Foto: Paula Marroni/Arquivo Pessoal)

Turista de Maringá, no norte do Paraná, diz que há outros ônibus com brasileiros parados devido aos deslizamentos (Foto: Paula Marroni/Arquivo Pessoal)

Turistas paranaenses isolados relataram pouco apoio das autoridades argentinas (Foto: Paula Marroni/Arquivo Pessoal)

G1

 
Created on 18 January 2017

Na manhã desta terça-feira (17), por volta das 9h, foi encontrado um pequeno buraco na parede e apreendidos diversos objetos, em uma operação de "Revista Estrutural", na cadeia pública de Cianorte (região Noroeste do estado).

A operação contou com a participação dos policiais Militares integrantes da ROTAM e ROCAM e os policiais Militares recém-formados da 5ª CIPM de Cianorte. 

As equipes policiais garantiram a segurança dos investigadores, agentes e demais funcionários durante a realização da revista nas galerias.

 

Divulgação/Polícia Militar

Bonde

 
Created on 08 December 2016

A Polícia Civil acredita que a professora Ladis Boeni, de 52 anos, tenha sido assassinada. O corpo dela foi encontrado sob uma camada de concreto, no quintal da casa onde ela morava, em Santa Helena, no oeste do Paraná. O crime chocou os moradores da cidade.

Ladis estava desaparecida desde o dia 2 deste mês. Um sobrinho, que ficou cuidando da casa após o sumiço da professora, sentiu um cheiro forte e chamou a polícia, na quarta-feira (7). Ao chegar, os policiais perceberam que se tratava do corpo dela.

Segundo o delegado Ezequias Barbosa Cavalcanti Filho, os exames do Instituto Médico-Legal apontaram que a professora foi vítima de pelo menos quatro facadas, na região frontal. Há ainda indícios de que o corpo tenha sido queimado.

O delegado diz que há um suspeito de ter cometido o crime, mas o nome não foi divulgado. Também não se sabe qual seria a motivação "As investigações prosseguem e, caso os indícios se confirmem, vou fazer o pedido de prisão", disse o delegado.

Luto
O corpo da professora foi sepultado nesta quinta-feira. Na creche onde ela lecionava, as aulas foram suspensas, devido ao luto dos colegas.

Acerto de contas termina com dois mortos e três presos em Ibiporã

G1

 
Created on 28 November 2016

Acidente aconteceu na noite de domingo (27), em Tijucas do Sul. 
Carga caiu na BR-376 e houve lentidão de 5 km no sentido Curitiba.

Acidente aconteceu na noite de domingo (27), em Tijucas do Sul  (Foto: Divulgação/PRF)

Um motorista ficou ferido após um acidente entre dois caminhões na BR-376, em Tijucas do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, por volta das 20h de domingo (27). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os dois veículos colidiram na lateral e a carga de um deles, de camarão, caiu na rodovia. Parte da carga foi saqueada, ainda de acordo com os policiais.

O motorista do caminhão de camarão foi atendido no local e foi liberado. O outro caminhoneiro não ficou ferido.

O local ficou interditado no sentido Curitiba por mais de duas horas e a fila de carros passou de cinco quilômetros. O trecho foi liberado por volta das 23h30.

G1

 

Page 1 of 14

<< Start < Prev 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Next > End >>