Criado em 03 Dezembro 2017

O primeiro dia da 2ª fase do Vestibular 2018 da UEL registrou uma abstenção de 443 candidatos, o equivalente a 5,26% dos 8.421 estudantes que passaram para esta etapa. O índice dos faltosos foi considerado dentro da média histórica. No ano passado a 2ª fase registrou uma abstenção de 6,22%. Neste domingo (3) os candidatos responderam a 30 questões de Língua Portuguesa, Literaturas, Língua Estrangeira e Redação. O gabarito oficial da prova será divulgado a partir das 20 horas, no site www.cops.uel.br.

Segundo Cristiane Medina, da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops) da UEL, este ano foram solicitados dois desafios dentro prova de Redação. O primeiro foi um texto opinativo de no máximo 14 linhas sobre Violência contra a Mulher. Foram apresentadas letras de três músicas, além de uma tira de jornal onde duas mulheres estabelecem um diálogo.

A segunda redação exigida foi um texto argumentativo/dissertativo de até 16 linhas sobre o tema Justiça com as próprias mãos. Para embasar, os examinadores apresentaram três reportagens com casos relacionados à temática. "A prova da UEL exige mais do que conhecimento do conteúdo do Ensino Médio, desafiando estudantes a opinarem sobre fatos ligados ao cotidiano e à sociedade", esclareceu Cristiane.

Inclusão - ainda segundo Cristiane, este ano, pela primeira vez a UEL aplicou uma prova 100% em braile, o que exigiu preparação minuciosa por parte da Cops. A prova foi feita praticamente de forma artesanal. O candidato é um estudante deficiente visual, do Ensino Médio (escola pública), que presta Direito como treineiro. O menino conseguiu aprovação na 1ª Fase, demonstrando estar preparado, mesmo sem ter concluído o 2º grau.

Ainda de acordo com a Coordenadora da Cops, nesta 2ª Fase a UEL está atendendo a 36 estudantes especiais, desde mães amamentando bebês, pessoas com limitações temporárias, deficientes visuais e estudantes portadores de Transtorno de Déficit de Atenção (TDA). Os candidatos estão divididos em 27 salas especiais, no Campus da UEL. "Acredito que são casos que servem de incentivo a todos os estudantes. Buscamos atender a todos, ninguém deixa de fazer o concurso em virtude de alguma limitação. Para nós isto representa inclusão", comentou.

Provas - Nesta segunda-feira (4), a UEL aplica a Prova de Conhecimentos Específicos, das 14 às 18 horas, contendo questões discursivas de Artes, Biologia, Espanhol, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa/Literaturas em Língua Portuguesa, Matemática, Química e Sociologia. A prova trará conteúdo de três disciplinas, dependendo do curso escolhido. No dia 5 de dezembro, das 8 às 11 horas, e das 14 às 18 horas, serão aplicadas as Provas de Habilidades Específicas (PHE) para candidatos aos cursos de Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Design de Moda e Design Gráfico.

O resultado do Vestibular será publicado no dia 24 de janeiro, ao meio dia, no site www.cops.uel.br.

Plantão - A Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS/UEL) vai estar de plantão nesta segunda-feira, das 8h30 às 11 horas, no prédio da Pró-reitoria de Graduação (Prograd), localizado no Campus Universitário. O plantão é direcionado a candidatos que perderem o documento, sendo necessário apresentação de Boletim de Ocorrência. O Plantão vai emitir um documento de identificação complementar, válido para o acesso aos locais de provas.

Atividades acadêmicas - em virtude da realização da 2ª fase do Vestibular da UEL, as atividades acadêmicas e administrativas no Campus Universitário sofrerão alteração nesta segunda-feira (4), ficando interrompidas entre às 11h30 e 14h30. Nos centros onde serão aplicadas as provas (CCA, CTU, CCB, CCE, CESA, CCH, CECA e CEFE) as atividades serão interrompidas durante todo o dia. O Restaurante Universitário (RU) da UEL também não vai funcionar nesta segunda-feira, 4 de dezembro.

Já no dia 5, dia das Provas de Habilidades Específicas, ficarão interrompidas as atividades apenas no CECA, CTU e CESA.

Redação Bonde com Agência UEL