Criado em 29 Outubro 2018

O Paraná irá ganhar em 2019 mais três colégios da Polícia Militar. Além das unidades de Curitiba e Londrina (Norte), outras três vão começar as atividades em Cornélio Procópio (Norte), Maringá (Noroeste) e Cascavel (Oeste). O decreto para funcionamento dos novos colégios foi assinado pela governadora Cida Borghetti, no início de outubro. 

"Os colégios da Polícia Militar de Curitiba e Londrina são dois exemplos que estão dando certo e decidimos ampliar a interiorização do ensino da Polícia Militar para outras regiões. É mais um legado que deixamos como compromisso com a educação paranaense", destacou Cida.

 



Em Maringá, a escola será instalada nas dependências do atual Colégio Estadual João XXIII que atende 1.200 alunos do ensino Fundamental e Médio. Em Cornélio Procópio, a nova unidade será no atual Colégio Estadual Alberto Carazzai, que possui 125 matrículas no Ensino Fundamental e Médio. Em Cascavel, o novo colégio da PM será no Centro Nacional de Treinamento em Atletismo (CNTA), que está em fase final de reforma e adaptação. 

Os alunos que já estudam nos colégios de Cornélio Procópio e Maringápoderão continuar após a conversão para Colégio da PM. Já na unidade de Cascavel a previsão é que, para 2019, sejam abertas 60 vagas para o ensino fundamental e 60 vagas para o ensino médio e, anualmente, o número de vagas será aumentado gradativamente. 

PARCERIA - A proposta pedagógica do colégio da Polícia Militar em Maringá, Cascavel e Cornélio Procópio será a mesma da rede estadual de ensino, elaborada pela Secretaria de Estado da Educação. 

Os professores, equipe pedagógica e agentes de apoio (Agentes Educacionais I e II), além da merenda e recursos do Fundo Rotativo serão cedidos pela Secretaria da Educação. Os diretores-gerais, diretores auxiliares e secretários serão cedidos pela Polícia Militar.

 

AEN

 
Criado em 12 Setembro 2018

O vestibular da Universidade Estadual de Londrina (UEL), no norte do Paraná, recebeu 20.146 inscrições. O prazo terminou no dia 5 de setembro.

O processo seletivo tem duas fases, a primeira que será realizada no dia 21 de outubro e a segunda nos dias 2,3 e 4 de dezembro. A universidade oferece 3.085 vagas, destas 564 são oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), em 53 cursos de graduação.

De acordo com a Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops), 12.079 inscritos são do Paraná, destes 7.536 moradores de Londrina. Os demais 5.546 candidatos são do estado de São Paulo.

Do total de inscritos, 60% são mulheres, ou seja, 12.079 candidatos. Nesta edição, há 8.067 candidatos homens.

Em relação às cotas, 6.486 candidatos vão concorrer pelo sistema de cotas de escola pública, 1.211 são negros provenientes de escolas públicas e 550 são negros. O vestibular tem 11.899 estudantes disputando uma vaga pelo sistema universal.

Ainda há 1.107 estudantes que se inscreveram como treineiros, jovens que farão concurso como experiência.

O vestibular deste ano ainda teve um aumento de 25% do número de pessoas beneficiadas com isenção ou desconto na taxa de inscrição, saltando de 1.254 , no ano passado, para 1.679 neste ano.

 

Cronograma Vestibular 2019

 

 

  • Prova de Habilidades Específicas - Música: 30 de setembro, das 8h às 11h e das 14h às 18h Resultado será divulgado dia 4 de outubro.
  • 1ª fase do Vestibular: 21 de outubro, das 14 às 18 horas. 
    Provas de Conhecimentos Gerais. 
    Resultado da primeira fase: 7 de novembro, às 17h
  • 2ª fase do Vestibular: dias 2, 3 e 4 de dezembro. 
    Dia 2 - das 14h às 18 horas
    Provas de Língua Portuguesa e Literaturas em Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Redação
    Dia 3 - das 14h às 18h
    Prova discursiva de Conhecimentos Específicos
    Dia 4 - das 8h às 11h e das 14h às 18h
    Prova de Habilidades Específicas (Arquitetura e Urbanismo, Artes Visuais, Design de Moda e Design Gráfico).
  • Resultado Vestibular: 18 de janeiro de 2019

G1

 
Criado em 02 Julho 2018

Convocados devem comprovar as informações das inscrições entre esta segunda até o dia 10 de julho.

A lista de aprovados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni)do segundo semestre de 2018 será divulgada nesta segunda-feira (2), no site do programa. Os convocados devem comprovar as informações das inscrições entre esta segunda até o dia 10 de julho.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), neste semestre são oferecidas 174.289 bolsas de estudo totais e parciais em 1.460 instituições de ensino superior.

Para ter direito a uma bolsa integral, o candidato deve comprovar uma renda familiar per capita de até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais de 50% são destinadas aos alunos que têm uma renda familiar per capita de até três salários mínimos. Segundo o MEC, quem conseguir uma bolsa parcial e não tiver condições financeiras de arcar com a outra metade do valor da mensalidade pode utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os resultados da segunda chamada serão divulgados no dia 16 de julho. A partir do dia 30 de julho, os estudantes podem aderir à lista de espera do programa.

Para concorrer a uma vaga do Prouni, o aluno precisava ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, com obtenção de no mínimo 450 pontos de média e nota superior a zero na redação.

 

Cronograma do Prouni 2018

  

  • Lista de candidados da primeira chamada: 2 de julho
  • Comprovação de informações dos alunos da primeira chamada: 2 a 10 de julho
  • Lista de candidatos da segunda chamada: 16 de julho
  • Comprovação de informações dos alunos da segunda chamada: 16 a 23 de julho
  • Prazo para participar da lista de espera: 30 e 31 de julho
  • Divulgação da lista de espera: 2 de agosto

 

G1

 
Criado em 26 Junho 2018

As inscrições para as 174 mil bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni) do 2º semestre de 2018 já estão abertas. Os candidatos devem se inscrever pelo site do programa entre esta terça-feira (26) até sexta-feira (29).

Segundo o Ministério da Educação (MEC), neste segundo semestre serão oferecidas 174.289 bolsas de estudo totais e parciais para o ensino superior. É possível consultar as bolsaspelo site do Prouni, filtrando pelo nome do curso, instituição ou município.

Para concorrer às bolsas, o candidato deve informar o número de inscrição no Enem 2017 e a senha mais atual cadastrada no exame. Quem esqueceu as senhas, tem a opção de resgatá-las com o número do CPF.

 

Quem pode se inscrever

 

Para se inscrever no Prouni é preciso ter participado do Enem de 2017 e ter obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do exame, além de não ter zerado na redação.

Além disso, o candidato precisa atender a pelo menos um desses requisitos:

 

  • ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
  • ter cursado o ensino médio completo em escola privada, mas como bolsista integral;
  • ter cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola privada, mas como bolsista integral;
  • ter alguma deficiência;
  • ser professor da rede pública de ensino.

 

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

 

Calendário Prouni 2018

 

  • 2 de julho: lista de candidados da primeira chamada
  • 2 de julho a 10 de julho: comprovação de informações dos alunos da primeira chamada
  • 16 de julho: lista de candidatos da segunda chamada
  • 16 de julho a 23 de julho: comprovação de informações dos alunos da segunda chamada
  • 30 e 31 de julho: prazo para participar da lista de espera
  • 2 de agosto: divulgação da lista de espera

G1

 
Criado em 29 Maio 2018

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) teve 5.513.662 inscritos confirmados, de acordo com balanço divulgado nesta terça-feira (29) pelo MEC (Ministério da Educação). No ano passado, foram 6.731.203 inscritos confirmados. 

Neste ano, 6.774.891 fizeram a inscrição, mas 18,7% não pagaram a taxa de inscrição e não foram confirmados no exame. 

O ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, acredita que a queda no número de inscritos se deve às medidas adotadas pelo MEC para reduzir o número de faltantes. "O processo que desejamos é que cada vez mais as pessoas que se inscrevem participem efetivamente do exame".

De acordo com a pasta, nos últimos 5 anos, a média de abstenções no Enem foi 29%, gerando um prejuízo de R$ 962 milhões. "Temos que cada vez mais combater o desperdicio do dinheiro público", ressaltou. No ano passado, apesar de 6,7 milhões terem tido a inscrição confirmada, 4,7 milhões compareceram. 

Mesmo que o candidato pague para fazer o exame, há prejuízos caso ele não compareça no dia da aplicação. Segundo o ministro, o valorcobrado pela inscrição é insuficiente para arcar com todos os custos do exame. 

Isenções 

Uma das medidas tomadas este ano foi a inscrição prévia de candidatos que desejavam solicitar a isenção no exame. 

Para a edição de 2018, 3.521.181 pessoas foram beneficiadas com a gratuidade por se enquadrarem em um dos quatro perfis que davam direito à isenção. O número foi atualizado em relação aos 3,36 milhões divulgados anteriormente porque muitos estudantes concluintes do ensino médio de escolas públicas, que pelas regras são isentos de pagar a taxa de R$ 82, não fizeram o pedido no período estabelecido pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Eles foram incluídos posteriormente. 

O estudante que recebeu a isenção no ano passado, não fez a prova e também não justificou a ausência perdeu o direito a gratuidade este ano. 

As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. Os resultados serão divulgados em janeiro. 

As notas do Enem podem ser usadas para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a bolsas em instituições particulares de ensino superior pelo ProUni (Programa Universidade para Todos) e a financiamento pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Agência Brasil
 
Criado em 07 Maio 2018

Começa nesta segunda-feira (7), às 10h, o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O prazo vai até 18 de maio. As inscrições devem ser feitas na Página do Participante. Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição do Enem devem fazer a inscrição. O pagamento da taxa de inscrição para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, pode ser feito até 23 de maio nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios. 

Para fazer a inscrição, o participante deverá apresentar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e do documento de identidade e criar uma senha. Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame. Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e a língua na qual quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol). 

O candidato que necessitar de atendimento especializado ou específico deve fazer essa solicitação no ato da inscrição. Os candidatos travestis ou transexuais que desejarem também poderão pedir atendimento pelo nome social. As provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro.

 
 

Agência Brasil

 
Criado em 03 Maio 2018

O prazo para renovar o contrato do primeiro semestre de 2018 do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) foi prorrogado para o dia 10 de maio. Inicialmente, os estudantes tinham até o dia 30 de abril para fazer a renovação. 

Os contratos do Fies precisam ser renovados todo semestre. O pedido de aditamento é feito inicialmente pelas instituições de ensino e depois as informações devem ser validadas pelos estudantes no Sistema Informatizado do Fundo de Financiamento Estudantil (SisFies). Neste semestre, cerca de 1,1 milhão de contratos devem ser renovados. 

No caso das renovações que tenham alguma alteração nas cláusulas do contrato, o estudante precisa levar a nova documentação ao agente financeiro - Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal - para concluir a renovação. Já nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir da validação do estudante no sistema.

De acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), o tempo para renovação foi ampliado devido a instabilidades no sistema SisFies em função do grande número de acessos. 


O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação. Os estudantes que ingressaram no programa a partir de 2018 aderiram ao Novo Fies que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato.

 

Agência Brasil

 
Criado em 16 Abril 2018

 

 
O ministro da Educação, Rossieli Soares, garantiu nesta segunda-feira (16) que a principal preocupação do governo federal em relação à realização das provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é para com a segurança e o sigilo das provas. 

Soares lembrou que este ano o formato de Enem terá poucas mudanças, com as provas sendo realizadas em dois finais de semana para dar maior tranquilidade aos alunos. 

De acordo com o ministro, a preocupação maior é com a segurança. "O sigilo da prova, no caso do Enem, é muito importante. Nós temos acompanhamento de várias instituições, temos apoio da Polícia Federal e vamos nos reunir com a Secretaria de Segurança. Portanto, todos os mecanismos de segurança estão sendo mantidos e, inclusive, sendo ampliados".
 


Gestão curta 

O ministro disse que na sua gestão o principal será a continuidade das políticas traçadas. "O foco do ministério será a de dar continuidade às políticas que vêm sendo apresentadas, como por exemplo a discussão da Base Nacional Comum do Ensino Médio, já entregue e em discussão no âmbito do Conselho Nacional de Educação; a Base Nacional do Ensino Fundamental e a Educação Infantil aprovado no final do ano e que está em fase de implementação em todos os municípios e estados brasileiros". 

Rossieli Soares defendeu a eficiência nos gastos para com a educação. "Isso precisa ser uma obsessão do país, fazer mais com menos, seja na base, seja no ministério, nas escolas, ou nas secretarias municipais e estaduais. Temos condições de melhorias e nós vamos buscar essa melhora da eficiência". 

Instituto 

O ministro da Educação visitou o Instituto Benjamin Constant, instituição federal referência na educação e no tratamento de pessoas com deficiência visual, onde discutiu detalhes de um convênio com o SUS (Sistema Único de Saúde) para a realização de cirurgias de catarata. 

"Fizemos um grande mutirão com cerca de 200 cirurgias realizadas com a participação do instituto e de outras instituições que apoiaram a iniciativa, e teremos nos próximos dias reuniões para continuar auxiliando a estruturação de cirurgias no instituto".
 
Segurança da prova do Enem é a principal preocupação do MEC, diz ministro
Agência Brasil
 
Criado em 26 Janeiro 2018

Às 10h desta sexta, sistema registrava quase 2 milhões de candidatos inscritos. Sisu 2018 oferece 239.716 vagas em 130 instituições.

Estudantes que fizeram a edição 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tiraram nota zero na prova de redação podem se inscrever na edição 2018 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) até as 23h59 desta sexta-feira (26). 

Até as 10h desta sexta, quase 2 milhões de estudantes estavam inscritos no sistema. Ao G1, o Ministério da Educação confirmou que o prazo não será prorrogado.

As inscrições podem ser feitas no site do programa (http://sisu.mec.gov.br/) ou pelo aplicativo oficial do Sisu. Não é necessário pagar taxas. Estão em disputa 239.716 vagas em 130 instituições.

Desde a 0h de terça-feira (23), quando começaram as inscrições, o sistema já recebeu 1,9 milhão de inscritos. De acordo com um balanço divulgado pelo Ministério da Educação, às 10h desta sexta, o sistema registrava 1.929.894 candidatos inscritos e 3.744.935 inscrições, já que cada candidato pode se inscrever em até duas opções de curso.

A média desde a abertura das inscrições é de 23,5 mil novos inscritos por hora.

Maiores notas de corte em medicina

Um levantamento feito pelo G1 nesta quinta-feira mostra que as de corte para os cursos de medicina variavam de 750,06 a 881,76 pontos. Os dados valem para a segunda parcial do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2018. Os dois extremos são de universidades no mesmo estado: a maior nota é da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), no campus de Caicó, e a menor é da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, em Mossoró (RN).

 

Os dados foram liberados para consulta no portal do Sisu e consideram a situação das inscrições até a meia-noite desta quinta-feira (25).

No total, são oferecidas 239.601 vagas de 130 instituições públicas de ensino superior federais e estaduais (universidades, institutos, centros universitários, faculdades e centros de educação tecnológica). O Sisu atualmente concentra quase metade de todas as vagas ofertadas no ensino superior público.

Calendário do Sisu 2018

 

Inscrições: de 23 de janeiro até as 23h59 de 26 de janeiro de 2018

  • 1ª chamada: 29 de janeiro
  • Matrículas dos aprovados na 1ª chamada: 30 de janeiro a 7 de fevereiro
  • Manifestação de interesse na lista de espera: 30 de janeiro até as 23h59 de 7 de fevereiro
  • Convocações nas demais chamadas: a partir de 9 de fevereiro
 
 
G1
 
 
Criado em 19 Dezembro 2017

As inscrições para o Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria de Estado da Educação serão abertas em 2 de janeiro de 2018. As vaga são para professores, pedagogos, guias, tradutores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais, que atuarão ao longo do próximo ano letivo.

Interessados poderão se inscrever gratuitamente até 12 de janeiro pelo site do governo. A classificação será divulgada no final de janeiro, a tempo de fazer a distribuição de aulas.

O PSS consiste em prova de títulos referentes à escolaridade, tempo de serviço e aperfeiçoamento funcional. Os profissionais serão divididos entre os 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs), conforme a necessidade de cada regional.

Acesse o edital para PSS/professor na íntegra.

Agência de Notícias do Paraná - AEN
 
 

Pagina 1 de 2

<< Iniciar < Ant 1 2 Próx > Fim >>